Glândulas endócrinas

Para usar os recursos de compartilhamento nessas páginas, habilite o JavaScript.Assista ao vídeo de saúde: //medlineplus.gov/ency/videos/mov/200091_eng.mp4O que é isso?Assista ao vídeo sobre saúde com áudio descritivo: //medlineplus.gov/ency/ency/videos/mov/200091_eng_ad.mp4

Resumos

O sistema endócrino é composto principalmente de glândulas que produzem mensageiros químicos chamados hormônios. Eles são produzidos em uma parte do corpo e depois viajam para outros lugares através da corrente sanguínea. As glândulas do sistema endócrino são: a pituitária, a tireóide, as glândulas paratireóides, o timo e as glândulas supra-renais.



Existem outras glândulas que também fazem parte do sistema endócrino, pois contêm tecido endócrino que secreta hormônios. Isso inclui o pâncreas, ovários e testículos.




quanto paracetamol leva para od

O sistema endócrino e o sistema nervoso trabalham em estreita colaboração. O cérebro envia continuamente instruções ao sistema endócrino e, em resposta, recebe feedback das glândulas endócrinas. Esse processo nunca para. Devido a essa relação íntima, os sistemas endócrino e nervoso são chamados de sistemas neuroendócrinos.



Agora, vamos examinar o hipotálamo. Isso é conhecido como interruptor central porque é a parte do cérebro que controla o sistema endócrino. Essa estrutura do tamanho de uma ervilha que fica pendurada em uma pequena haste no hipotálamo é a glândula pituitária. Isso é chamado de glândula mestra do corpo porque regula as atividades das glândulas endócrinas.

O hipotálamo envia mensagens elétricas ou hormonais à glândula pituitária. Em resposta, a hipófise libera hormônios que viajam pela corrente sanguínea até as glândulas endócrinas. Aqui, vemos como o sistema endócrino é controlado: Com o tempo, o hipotálamo detecta o aumento dos níveis hormonais no órgão-alvo e envia uma mensagem à glândula pituitária. Ele libera um hormônio na corrente sanguínea que impede o órgão-alvo de produzir seus hormônios.



O sistema endócrino ajusta constantemente os níveis hormonais para que o corpo possa funcionar normalmente. Este processo é conhecido como homeostase.

Última revisão em 05/10/2019

Versão em Inglês revisada por: Linda J. Vorvick, MD, Professora Associada Clínica, Departamento de Medicina da Família, UW Medicine, School of Medicine, University of Washington, Seattle, WA. Também revisado por David Zieve, MD, MHA, Diretor Médico, Brenda Conaway, Diretora Editorial e o A.D.A.M. Equipe editorial.

Tradução e localização por: DrTango, Inc.



Tópicos de saúde relacionados

Navegue na enciclopédia